Em depoimentos, diretoria da FBC enaltece a importância do contador na sociedade

21/09/2018

 

 

Com 20 anos de história, a Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC) vem, cada dia mais, trabalhando em prol da classe contábil, ao zelar por sua missão – promover o desenvolvimento da ciência contábil e do profissional em benefício da sociedade – através da realização de cursos e mais cursos que tem a finalidade de capacitar, atualizar os contadores.

 

Em celebração ao Dia do Contador, neste 22 de setembro, os diretores da Fundação Brasileira de Contabilidade, em depoimentos, expressam a importância da profissão de contador na sociedade, além de ressaltar a contribuição da FBC no fortalecimento do profissional contábil. Confira abaixo:

 

Adeildo Osório de Oliveira – presidente da FBC

Os profissionais da contabilidade são servidores da sociedade, as peças contábeis que produzem, servem para todos, para o fisco como ente arrecadatório na manutenção do Estado; para o sistema financeiro como fonte de análise para o financiamento da produção, do comércio e da agricultura; para os fornecedores de bens e serviços concederem crédito aos compradores; nas licitações públicas ou privadas para análise da saúde financeira de quem pode ser contratado para execução do que foi licitado; para os órgãos de proteção ao crédito; enfim, por trás de toda esta regra de proteção está o profissional da contabilidade.

 

E neste cenário todo está a FBC que vem trabalhando junto aos profissionais de contabilidade no sentido da educação continuada para o pleno exercício da profissão, como determina o órgão máximo da profissão o CFC (Conselho Federal de Contabilidade), e ainda em atendimento as normas dos entes reguladores da profissão, tais como CVM, SUSEP, BACEN, entre outros, sobretudo neste momento de profundas mudanças no cenário nacional e internacional, levando o contador a ser um profissional de amplitude global.

 

 

Sandra Elvira Gomes Santiago – diretora de operações da FBC

 

Hoje apesar de partes da sociedade ainda ver o contador como sinônimo de burocracia, papel, nossa profissão evoluiu muito, foi a que mais se desenvolveu, nos últimos anos. Apesar de todas as obrigações acessórias que não podemos deixar de lado, hoje o contador tem outra imagem dentro da empresa, por exemplo. Nenhuma sobrevive mais sem um contador. Ele é o coração, precisa ter conhecimento de tudo, geral, não apenas da parte tributária. Ele é o consultor, até mesmo, o psicólogo, sendo bem utilizado pode ser um grande parceiro dos empresários.

 

A contabilidade é uma profissão que vem crescendo, oferecendo uma gama de oportunidades muito grande. E a FBC, em seus 20 anos no mercado brasileiro, juntamente com o Conselho Federal de Contabilidade, contribuiu para isso. A Fundação Brasileira de Contabilidade vem investindo na atualização dos contadores, pois sabe que o bom profissional precisa estar qualificado sempre.

 

 

Antônio Carlos Nogueira Cerqueira – diretor administrativo da FBC

 

A profissão contábil tem uma importância muito estratégica na sociedade, tem crucial papel na transparência, é fator de proteção da sociedade com N finalidades. Ela contabiliza o sucesso, o presente, o passado, o futuro das organizações públicas e privadas, é fator essencial de transparência na gestão das riquezas públicas e privadas. A profissão contábil exerce um papel elementar na vida das organizações e das pessoas, pois temos o dever e o conhecimento cientifico de traduzir para a sociedade, para os investidores, acionistas os números, as informações contábeis. É muito difícil pensar no exercício de uma cidadania econômica sem o papel crucial da contabilidade.

 

A profissão contábil necessita de entidades que, no seu exercício do dia a dia, vai construindo o seu papel social na profissão, assim são os conselhos, os sindicatos e demais instituições. De uma forma direta e indireta, contribuem para a formação, cada vez mais, da profissão da contabilidade. Desta forma, a Fundação Brasileira de Contabilidade, como entidade voltada, sobretudo, ao estudo da ciência e ao desenvolvimento da educação continuada, exerce um papel de muita estratégia na condução da vida do profissional da contabilidade, a realizar, além de concursos, cursos, seminários, congressos, levando à sociedade o conhecimento e as transformações da contabilidade como todo. A FBC é um fator de proteção tão grande no mundo contábil que, em sua história, efetivamente vem construindo páginas e livros cada dia mais altivos em prol da contabilidade.

 

 

Antonio Carlos Dóro – diretor de ensino e pesquisa, pós-graduação e extensão da FBC

 

Este ano o contador tem muito a comemorar neste 22 de setembro, pois lá se vão 75 anos desde a criação do primeiro curso de Ciências Contábeis no Brasil, com a assinatura do Decreto-Lei Nº 7.988, em 22 de setembro de 1945, pelo então presidente Getúlio Vargas, cuja data foi eleita como Dia do Contador.

 

No decorrer destes 75 anos, o contador essencialmente técnico e de muitas atribuições, contribuiu sobremaneira para essa verdadeira revolução que modificou profundamente a forma atuar em contabilidade, com o aparecimento de software de tecnologias integradas, internet, integração com órgãos públicos, etc.

 

Por todo esse esforço e essa luta cotidiana no atendimento dos asseios de empresas, pessoas e a sociedade de um modo geral, a Fundação Brasileira de Contabilidade tem atuado de forma muito eficaz na formação e na atualização dos profissionais da contabilidade, não só oferecendo cursos, mas também apoiando eventos de outras entidades contábeis.

 

 

Jeovanes de Oliveira Silva – diretor financeiro da FBC

 

O contador é indispensável para as entidades em geral, sejam elas públicas ou privadas, com ou sem fins econômicos, haja vista que as informações geradas pela contabilidade, por meio de registros contábeis e relatórios, constituem instrumentos de controle e de gestão de fundamental importância para o desenvolvimento socioeconômico do país. Neste contexto, a FBC tem missão relevante, quando promove o desenvolvimento da ciência contábil e do profissional, em benefício da sociedade.